Placas de isolamento: como escolher a ideal?

Como são muitas as opções de placas de isolamento disponíveis no mercado, é imprescindível pesquisar sobre as principais variações e ficar inteirado sobre o assunto para realizar a escolha que melhor atende ao seu objetivo.

Mas como isso não é uma tarefa fácil, preparamos este texto para ajudá-lo na escolha da placa de isolamento ideal. Entenda melhor!

Quais são os tipos de placas de isolamento?

Antes de apontarmos os pontos de atenção que são determinantes para a sua escolha, é importante conhecer os principais tipos de placas de isolamento. Assim, fica mais fácil entender os aspectos que as diferenciam e quais tipos de placa são as mais adequadas para o que você deseja.

Conheça, abaixo, seis dos principais tipos de placas isolantes disponíveis no mercado:

AT 280

Trata-se de um laminado rígido composto de tecido de fibra de vidro hidrogenado e resina epóxi G7. As placas de isolamento AT 280 têm características termoelétricas bastante satisfatórias. Apresentam capacidade de isolamento elétrico de cerca de 25 Kv/mm, boa resistência mecânica e baixa absorção de água. Suportam temperatura constante de 135ºC e picos curtos de 280ºC. Placas AT 280 podem ser usinadas, fresadas e cortadas com facilidade.

AT 500

Amplamente utilizada para isolamento térmico de fornos e painéis corta-fogo, a AT 500 apresenta boas características de isolamento a baixo custo. Ela é uma placa de fácil corte, resistente à corrosão e apresenta baixa condutividade térmica.

A placa AT 500 é indicada para casos em que há contato direto com o fluido incandescente ou quando há necessidade de se trabalhar com materiais mais maleáveis. Nociva a água, vapor e óleo.

AT 800

Laminadas à base de micanite, as placas AT 800 ostentam baixa condutibilidade térmica e alta rigidez dielétrica. São indicadas para lidar com altíssima temperatura (suportam até 1100ºC) e isolamento elétrico extremo.

A partir da  AT 800 pode-se obter peças usinadas tais como arruela, anel, tubo, tarugo conforme desenho mecânico. Juntamente com a AT 280, ela é conhecida por ser uma placa bastante fina, ideal para ser empregada em espaços reduzidos.

AT 1000

Isenta de amianto, a AT 1000 é uma placa rígida que tem como base o silicato de cálcio, material produzido por processo de prensagem de alta pressão a partir de matérias primas selecionadas e fibras minerais.

Esse tipo de placa suporta picos de temperatura de até 1000ºC e é recomendado para ambientes de temperatura elevada. Muito utilizada para isolamento em prensa de borracha.

AT 1200

AT 1200, por sua vez, é destinada especialmente para paredes de estufas e fornos. Fabricada em sílica, alumina e ligantes, suporta temperaturas de até 1260ºC. Por também ser isenta de amianto, essa placa de isolamento é ideal para aplicações em indústrias com certificação ISO 14000.

A AT 1200 possui excelente resistência química, ainda que apresente nocividade aos ácidos fosfórico, hidroclorídrico, hidrofluorídrico e sulfúrico e também aos álcalis.

AT 1800

Por último, a AT 1800 — que conta com variações em sílica amorfa (diatomita) ou amianto — é uma placa conhecida por prover isolamento térmico de alta performance. Ela resiste a variações bruscas de temperatura sem apresentar rachaduras, fraturas ou empenos.

Além disso, é de fácil corte e usinagem, sendo indicada para isolamento em prensas, peças corta-fogo e fornos industriais.

Como escolher a placa isolante ideal?

Agora que você já conheceu os principais tipos de placa de isolamento, é hora de entender quais variáveis devem ser analisadas para fazer uma escolha ideal e que melhor atenda aos seus objetivos. Confira:

Rigidez

O primeiro aspecto importante a ser analisado diz respeito à rigidez das placas. Em casos em que há compressão ou tração por parte de algum material, é fundamental que as placas sejam rígidas para cumprirem bem seus objetivos. As mais indicadas para essas situações são: AT 280, AT 1000 e AT 1800.

Por outro lado, quando não são necessárias placas rígidas para a realização do serviço e a flexibilidade é um aspecto requerido, a AT 800 e a AT 1200 são alternativas interessantes, já que não são tão duras quanto as citadas acima.

Contato com a água

Um outro ponto é que determinadas placas não reagem muito bem à água.

Assim, caso sua aplicação seja em ambientes submersos ou tenha contato com água, as placas mais indicadas são AT 280, AT 1000 e AT 1800. Todas essas três são constituídas de materiais que não absorvem tanta água.

As placas AT 500, AT 800 e AT 1200, por outro lado, não devem ser utilizadas em hipótese alguma quando há contato com água.

Usinagem e fresagem

Se a placa de isolamento pela qual você está procurando necessita passar por procedimentos de usinagem ou fresagem, há algumas escolhas que atendem melhor a esses objetivos.

Quando esses processos são necessários, as placas indicadas são AT 280, AT 800, AT 1000 e AT 1800. 

Em determinados casos, é importante realizar esses procedimentos para encaixar perfeitamente as placas no local de aplicação. Em uma situação em que uma porta necessita ser isolada por meio de parafusos que fixem as placas, por exemplo, deve-se realizar furos para que os parafusos tenham uma fixação ideal. Nesse contexto, optar por placas que suportem  usinagem e fresagem é imprescindível para o sucesso do isolamento.

Peso

Outro ponto a que você deve se ater para a escolha da placa de isolamento ideal é o peso.

As três placas mais pesadas são AT 280, AT 1800 e AT 1000. Em aplicações em que o maquinário não suporta muito peso, elas devem ser evitadas em prol de outras escolhas mais adequadas. Para esse tipo de aplicação, recomenda-se a placa AT 1200 que tem uma composição leve, semelhante a um papelão e é ideal para ser empregada em situações em que o alto peso pode se configurar como um problema.

Preço

O último fator é o preço, aspecto determinante para a sua escolha e que deve ser analisado para que não ocorram despesas desnecessárias.

Dessa forma, as placas de isolamento mais em conta são as AT 500, enquanto as AT 800 e as AT 280 tem valor mais elevado. Estas duas contam com materiais extremamente nobres e complexos de serem fabricados.

Em suma, seja para o isolamento térmico de prensas, de fornos ou de equipamentos no geral, obter grande quantidade de informações e analisar minuciosamente os diferentes tipos de placas de isolamento é fundamental para o sucesso do seu negócio.

Este texto foi útil para que você entendesse melhor sobre placas de isolamento? Entre em contato conosco e veja como podemos ajudá-lo ainda mais em sua escolha!

error: Conteúdo protegido!