Manta para solda: segurança e qualidade para a indústria

Indicada para diversos tipos de serviço de proteção, a manta para solda tem como principais objetivos revestir locais sob serviço de soldagem, reter respingos e evitar a propagação de chamas que poderiam provocar danos irreparáveis.

Neste texto, por ser fundamental para a segurança tanto de profissionais quanto de equipamentos, abordaremos quais são as principais características da manta para solda. Fique ligado!

O que é manta para solda?

Uma manta para solda, como já adiantado acima, é uma das formas mais seguras de proteção coletiva para empresas que tenham serviços com soldagem.

Dessa forma, nas áreas que contam com trabalhos desse tipo, ela protege os colaboradores e equipamentos contra queimaduras, sobretudo as que podem ser provocadas por respingos ou descuidos no manuseio do maçarico.

Além disso, a manta para solda também pode ser utilizada como cortina antichama, sendo bastante eficaz para evitar a exposição contínua aos raios ultravioletas (UV) provenientes do arco elétrico de soldagem.

Para cumprirem esses objetivos, todos os modelos de manta industrial para solda, e também de cortinas antichama, são fabricados com materiais que não propagam chamas e previnem possíveis focos de incêndio. Os tecidos são submetidos a ensaios em laboratórios credenciados, os quais, posteriormente, emitem um laudo que garante a efetividade do material.

Quais são as diferenças entre manta, cortina e lona?

Até o momento, você já pôde entender melhor o que são mantas e cortinas para solda, não é? Mas ainda há um outro termo bastante utilizado e que também é importante que você entenda: a lona para solda.

Por mais que aparente ser um objeto distinto, essa lona para solda é apenas uma maneira diferente de se nomear a manta, fator que, em muitos casos, gera confusão por parte de quem vai comprar o produto.

A rigor: manta, lona, cortina e até mesmo tecido são extremamente parecidos. O que mais os diferencia são as aplicações:

  • o tecido para solda é o material base das mantas, lonas e cortinas. Portanto, seu nome pode ser usado para se referir a qualquer um deles;

  • as mantas e lonas são aplicadas para revestir determinados equipamentos e protegê-los em relação à solda;

  • já a cortina, por sua vez, é utilizada, como o próprio nome já adianta, pendurada na vertical. Ela isola determinadas áreas dos locais de soldagem e substitui, com excelência, as cortinas de solda feitas de PVC verde ou vermelho.

Deu para entender melhor? Esses objetos têm poucas diferenças entre eles e cumprem as mesmas funções: ajudam a conferir segurança, qualidade e eficiência operacional às atividades desempenhadas na indústria.

Como as cortinas são penduradas?

Uma dúvida que talvez tenha surgido enquanto você lia as informações é como as cortinas antichamas são penduradas. Por serem relativamente mais pesadas que as cortinas convencionais utilizadas nas casas, esse é um questionamento frequente feito aos vendedores desses produtos.

No entanto, a solução é um tanto simples. As cortinas industriais são penduradas em suportes metálicos por meio de ilhós (olhais), que são anéis que se atrelam aos ganchos presos nos suportes e, consequentemente, conferem estabilidade às cortinas.

Assim, as cortinas podem cumprir perfeitamente seu objetivo de proteção coletiva, isolando ambientes diversos.

Quais são os principais benefícios de utilizar a manta para solda?

Por mais que já tenhamos ressaltado, ao longo do texto, alguns dos benefícios de utilizar a manta para solda, é importante pontuarmos os principais deles para que fique ainda mais claro para você o motivo delas serem utilizadas. Dessa forma, vamos a eles:

Proteção coletiva

O primeiro e principal benefício decorrente da utilização da manta diz respeito ao fato dela ser um equipamento de proteção coletiva. Dessa forma, ela evita acidentes envolvendo colaboradores, protegendo-os contra os respingos da solda. Com essa segurança provida, os profissionais podem trabalhar com maior segurança e, consequentemente, ficar mais focados em seus objetivos.

Contenção de fogo

Um outro benefício fundamental que a manta para solda confere aos ambientes de trabalho é a contenção de fogo. Esse aspecto faz com que qualquer acidente inflamável seja contido por meio do isolamento provido pela manta e, consequentemente, não acarrete em maiores prejuízos.

Preservação de equipamentos

Por fim, a última das principais vantagens provida pela manta para solda é a preservação de equipamentos no local de trabalho. Por revesti-los e protegê-los em relação aos respingos da soldagem, as mantas acabam aumentando sua vida útil e fazendo com que os equipamentos permaneçam utilizáveis por mais tempo.

São todos ótimos benefícios para a indústria, não é? Abaixo, falaremos de quatro tipos de tecidos pelos quais você pode optar. Confira!

Por qual tecido antichama optar?

Agora que você já entendeu o que é uma manta para solda; qual é a sua relação com lonas, cortinas e tecidos; e quais são os principais benefícios desse material; é hora de ficar por dentro de quais são as principais opções de tecidos disponíveis no mercado, material que pode ser utilizado tanto para a fabricação de mantas quanto de cortinas. Veja abaixo:

TP 600

O TP 600 é um tecido fabricado a partir de fios nobres de fibra de vidro em conjunto com revestimento de poliuretano. Além de ser utilizado como cortina e manta para proteção contra respingo de solda, ele pode ser aplicado em qualquer caso que tenha como objetivo a proteção de faíscas, limalhas e borras de solda.

O tecido TP 600 apresenta baixo peso específico, alta flexibilidade e boa resistência mecânica — ou seja, suporta bastante tração. Os tecidos deste tipo conseguem lidar com temperaturas contínuas de até 600°C por 120 minutos. Ele é totalmente livre de amianto em sua composição, pode ser fabricado em dimensões variáveis e conta com o custo mais baixo em relação aos demais.

TS 1000

Muito utilizado para barramento de calor em porta de fornos de siderúrgicas, também é indicado para proteção contra respingo de solda e para isolamento contra fogo, este tipo de tecido suporta temperatura de até 1.200°C, característica que faz com que ele seja o mais pesado quando comparado aos outros. O tecido TS 1000 é fabricado a partir da mais nobre sílica. Consequente tem o maior custo entre os tecidos industriais.

TS 550

Fabricado a partir de uma mescla de sílica com fiberglass e tratamento antichama, o TS 550 foi desenvolvido para proteção contra incêndio em teatros, eventos e boates. Graças a essa eficiência antichama, acabou sendo muito utilizado para proteção contra respingos de solda. O TS 550 é um produto extremamente leve, flexível e fácil de manusear. Apresenta boa relação custo/benefício.

TA 43

Fabricado a partir de tecido de fibra aramida com tratamento antichama, o TA 43 ostenta resistência mecânica bastante superior aos demais, característica que, aliada a uma boa capacidade de isolamento térmico, faz dele o preferido pelas indústrias do setor offshore e petroquímico. Além de ser indicado para proteção contra limalhas, é um tecido mais pesado e apresenta custo mais elevado que o TP 600.

Seja para indústrias petroquímicas, siderúrgicas, caldeirarias ou estaleiros offshore, a manta para solda é fundamental para prover uma proteção de qualidade tanto aos profissionais quanto aos equipamentos expostos. Dessa forma, conhecer mais sobre as opções disponíveis e os principais benefícios de empregá-la é de extrema importância.

Este texto foi útil para que você entendesse melhor sobre a manta para solda? Entre em contato conosco para que possamos auxiliá-lo a escolher a manta que melhor atende aos seus objetivos!

error: Conteúdo protegido!