EPI para indústria: quais são e suas importâncias

Os equipamentos de proteção individual – EPIs – são acessórios que garantem que o trabalhador desempenhe suas atividades com segurança, protegendo sua vida e saúde dos riscos inerentes à atividade laboral. O EPI para indústria garante eficiência, pois diminui a incidência de acidentes e afastamentos do empregado por doenças relacionadas à exposição a produtos e materiais de risco.

Por isso, a legislação trabalhista determina que o empregador não apenas forneça, mas também oriente os funcionários sobre a utilização e fiscalize o uso do EPI necessário para a realização do trabalho desenvolvido, sob pena de pagamento de multa e indenizações.

Já o trabalhador tem como responsabilidade utilizar, conservar e solicitar substituição desses equipamentos em caso de necessidade, estando, o empregado que se recusar a utilizar o equipamento fornecido, passível de advertências, suspensão e demissão por justa causa.

Quer saber mais sobre os principais tipos de EPI e a importância de cada um deles? Continue lendo este artigo e entenda tudo que precisa saber sobre o assunto!

1. Luvas

As luvas são EPIs destinados à proteção das mãos do trabalhador contra a contaminação por agentes químicos e biológicos, altas e baixas temperaturas, cortes, perfurações, abrasão, etc. Elas podem ser descartáveis ou reutilizáveis, fabricadas em diversos tamanhos e materiais para atender às especificidades das mais diversas atividades desenvolvidas. 

As mais conhecidas são as luvas confeccionadas com neoprene, látex, PVC, as feitas com malhas e as luvas nitrílicas.

2. Calçados

Devido às características específicas de cada local de trabalho, por vezes, é necessária a utilização de calçados especiais para eliminar ou diminuir riscos à vida e saúde do trabalhador. Os materiais de sua confecção podem ser os mais variados como, por exemplo: plástico, couro ou borracha.

Conforme a especificidade de cada trabalho, eles devem proteger contra descargas elétricas, pisos molhados ou escorregadios, contaminação, perfurações e impactos contra objetos duros, dentre outros.

3. Capacetes

Os capacetes têm como objetivo proteger a cabeça, pescoço, ombros e rosto do trabalhador contra acidentes causados, principalmente, por quedas (que podem ser do próprio empregado ou de materiais sobre ele), perfurações e choques elétricos.

O equipamento deve ser utilizado com a aba para frente para garantir a proteção do rosto, sem a utilização de acessórios como bonés (pois diminuem sua fixação e, assim a sua eficiência), afivelado no pescoço para manter seu ajuste durante a movimentação do funcionário e, caso a atividade exija, o protetor facial deve também estar abaixado.

4. Protetores auriculares

Os protetores auriculares protegem contra agentes naturais como fortes ventos, chuva, umidade e ruídos excessivos que são nocivos à saúde auditiva do operário. Podem ser encontrados em diversos materiais, cada um com vantagens diferentes, tais como:

  • silicone: é lavável e reutilizável;
  • polímero: é rígido e possui baixo custo;
  • espuma: é descartável e se adapta muito bem ao canal auditivo.

5. Óculos e viseiras

Esse tipo de EPI deve proteger os olhos contra a entrada de partículas, luminosidade excessiva, radiação e produtos biológicos e químicos. Suas lentes devem ser adaptadas conforme a luminosidade do local de trabalho, segundo os seguintes princípios:

  • lente transparente para luminosidade normal;
  • amarela para baixa luminosidade;
  • escura para alta luminosidade.

Como vimos, é importante a correta utilização dos EPIs para a indústria, pois eles reduzem os riscos de acidentes e doenças causadas por fatores do trabalho e, também, o absentismo. Consequentemente, acabam melhorando a produtividade da empresa. 

Porém, para assegurar sua eficácia, todos esses equipamentos devem estar certificados pelo Ministério do Trabalho e Emprego e seu uso deve estar associado à orientação do trabalhador sobre sua importância, correta utilização, higienização e conservação.

Entendeu quais são os EPIs mais comuns e a importância deles para a indústria? Quer saber mais? Aproveite para curtir nossa página no Facebook e nos acompanhar no Linkedin e fique por dentro dos melhores conteúdos e notícias que preparamos para você.

error: Conteúdo protegido!