Conheça diferentes tipos de gaxetas e como usar cada uma delas

Extremamente úteis para evitar a perda de fluidos, os diferentes tipos de gaxetas disponíveis no mercado podem ser utilizados para vedar alguns dos principais equipamentos mecânicos, tais como agitadores, bombas, válvulas, misturadores, entre outros. Mas isso só se dá, evidentemente, quando o tipo adequado de gaxeta é empregado.

É por conta disso que, neste artigo, vamos apresentar alguns diferentes tipos de gaxeta e em quais casos cada um deles deve ser empregado, fator que pode deixá-lo ainda mais preparado para escolher a opção adequada. Acompanhe!

Diferentes tipos de gaxetas e aplicações

Podendo ser aplicada de forma estática ou dinâmica, a gaxeta de vedação é cortada em anéis e aplicada em torno de hastes ou eixos de equipamentos. Consequentemente, ela recebe uma força de aperto que a deforma e causa sua expansão — a qual será, justamente, responsável pela perfeita selabilidade, evitando possíveis vazamentos.

Para tanto, visando atender às aplicações desejadas com excelência, é imprescindível que a escolha da gaxeta seja feita com atenção aos pontos destacados abaixo:

  • flexibilidade;
  • elasticidade;
  • resistência — química, térmica e mecânica.

Dessa forma, deve ser observado se o material da gaxeta é quimicamente compatível com o produto vedado ou se suporta as temperaturas às quais vai ser submetido, entre outros fatores. Só a partir disso é possível saber se determinado tipo de gaxeta pode ser empregado em caldeiras, bombas, digestores etc.

Para ajudá-lo nesse quesito, nos tópicos abaixo, apresentaremos quais são os diferentes tipos de gaxeta que têm como base o grafite e o politetrafluoretileno (PTFE). Como ambos são bastante efetivos na fabricação de gaxetas, trata-se dos materiais que mais se destacam no mercado. Continue a leitura para entender melhor!

Gaxetas com grafite

Como exemplos de gaxetas que contam com o grafite como base, ressaltamos quatro tipos. Confira abaixo:

GA 2550

A GA 2550 é uma gaxeta quadrada, fabricada com fios de fibra acrílica banhados com um composto à base de petróleo, e acabamento externo em grafite. Este tipo de produto é indicado para a substituição da gaxeta de amianto grafitada em empresas com certificação ISO 14000 ( Essa Norma proíbe o uso de amianto).

O modelo GA 2550 é recomendado para a vedação de água fria, água quente, ar, fluidos neutros e produtos não abrasivos. Por outro lado, além de ser nociva a produtos ácidos, bases concentradas e fluidos sólidos em suspensão, ela não é apropriada para trabalhos em eixos com velocidade periférica elevada.

GFLEX 650

Indicada para a vedação de alta performance, a GFLEX 650 é fabricada a partir do mais puro grafite flexível. Ela é autolubrificante, apresenta baixo coeficiente de atrito, suporta alta temperatura e pode trabalhar sob alta velocidade periférica, não apresentando queima em aplicações dinâmicas.

Além disso, tal tipo de gaxeta se destaca por ser moldável, fácil de aplicar e de remover. A GFLEX 650 apresenta elevada condutividade térmica, dissipando o calor gerado na caixa de gaxeta com facilidade.

Quimicamente, é compatível com praticamente todos os produtos agressivos, sendo nociva apenas na presença de agentes altamente oxidantes. Isso faz com que ela consiga substituir, com larga vantagem, a maioria das gaxetas de vedação.

GFLEX 651

A GFLEX 651, por sua vez, é uma gaxeta quadrada, recomendada para a vedação de válvulas de bloqueio sob alta pressão. Ela é fabricada a partir de grafite flexível e conta com reforço interno, feito com fios metálicos de níquel e cromo.

Sua composição permite que ela suporte pressão de até 400 bar, sendo considerada a melhor gaxeta para controle de emissões fugitivas. A GFLEX 651 também suporta chama direta e é quimicamente compatível com praticamente todos os produtos agressivos, sendo nociva apenas em contato com meios oxidantes, sob temperatura superior a 450°C.

Por conter fios metálicos em sua composição, ela não é recomendada para trabalhos em bombas, pois poderia danificar o eixo e a luva, causando manutenções dispendiosas.

GFLEX 750

Com altíssima resistência termoquímica, a GFLEX 750 atende perfeitamente à vedação severa em válvulas e rotativos. Ela é composta por fios entrelaçados de grafite flexível e tem os cantos reforçados com fios de fibra de carbono, o que a confere uma resistência à extrusão 3 vezes maior do que a GFLEX 650.

Por apresentar alta condutividade térmica, a GFLEX 750 dissipa o calor gerado na caixa de gaxeta de válvulas e é compatível com diversos produtos químicos — sejam solventes, gases, vapores superaquecidos ou fluidos térmicos.

Gaxetas com PTFE

Agora que já destacamos alguns dos principais tipos de gaxetas que têm o grafite como base, é hora de falarmos melhor das que são baseadas no PTFE ( politetrafluoretileno). Veja, abaixo, cinco de seus principais modelos:

TEXFLON 205

Fabricada a partir de PTFE puro expandido, a TEXFLON 205 é uma gaxeta de vedação inodora e atóxica, que resiste a serviços sob temperatura de até 280°C.

Por sua notória resistência química, ela é indicada para a vedação de ácidos, cáusticos, gases, óleos, oxigênio, solventes e produtos corrosivos, sendo nociva apenas a metais alcalinos e compostos fluorados.

Este tipo de gaxeta pode ser utilizado tanto em aplicações dinâmicas quanto naquelas que contam com baixa velocidade periférica. Por sua composição atóxica e inodora, ela é bastante segura e eficiente para serviços em indústrias alimentícias ou farmacêuticas.

TEXFLON 206

A TEXFLON 206, por sua vez, é densa, mas, ao mesmo tempo, bastante flexível. Confeccionada a partir de PTFE expandido, recebe acabamento externo em lubrificante mineral, o que possibilita serviços dinâmicos sob velocidade periférica de até 12 m/s.

Esse tipo de gaxeta ostenta uma compatibilidade química superior às demais gaxetas, resistindo ao contato direto com ácidos, cáusticos, solventes e diversos outros produtos corrosivos. Assim como a TEXFLON 205, é nociva apenas a metais alcalinos e compostos fluorados.

Além disso, tal gaxeta é extremamente eficiente para serviços em todos os tipos de bombas, pois tem baixo coeficiente de fricção e, dessa forma, pode preservar o eixo e a luva.

TEXFLON 207

Fabricada a partir de PTFE expandido e grafite, a TEXFLON 207 é uma gaxeta de extrema qualidade e eficiência, destacando-se pela alta resistência química, ótima flexibilidade, excelente dissipação de calor e baixo coeficiente de atrito. Por ser autolubrificante, ela não arranha o eixo e contribui para um menor desgaste dos equipamentos.

A TEXFLON 207 é recomendada para serviços com elevada velocidade periférica e temperatura de até 280°C. Por outro lado, apesar de apresentar boa resistência a diversos produtos químicos, vale destacar que ela é nociva a: ácido nítrico fumegante, flúor gasoso, água régia, tintas, vernizes e meios altamente oxidantes.

TEXFLON 209

Recomendada para serviços em agitadores, bombas, misturadores e reatores, a TEXFLON 209 é considerada uma gaxeta flexível e compacta, fabricada a partir de fios de fibra acrílica impregnados em dispersão de PTFE e lubrificados com um composto mineral especial.

Ela apresenta boa resistência mecânica, fator que propicia uma estabilidade dimensional superior à das gaxetas mais macias. A TEXFLON 209 é nociva apenas a ácidos, soluções cáusticas e álcalis concentrados.

GA 209

Por último, a GA 209 é um tipo de gaxeta fabricado a partir de fios de amianto impregnados com dispersão de PTFE, o que propicia uma ótima relação custo/ benefício, baixo desgaste e boa resistência química. Ela é indicada para a vedação de gases, soluções cáusticas, ácidos diluídos, álcalis diluídos e produtos corrosivos.

Em contrapartida, a GA 209 é nociva a ácidos concentrados, álcalis e bromo/cloro. Essas características fazem com que ela seja recomendada para serviços em bombas, hastes de válvulas, reatores, filtros rotativos e misturadores.

Tendo conhecido todos esses diferentes tipos de gaxetas, só resta observar aspectos como temperatura, pressão, velocidade do eixo e compatibilidade química do fluido que você deseja vedar. Obedecendo essas variáveis, obtem-se uma vedação extremamente efetiva, evitando fugas e vazamentos.

Este conteúdo foi útil para que você conhecesse alguns tipos de gaxetas de vedação, não? Agora que está por dentro deste assunto, não perca tempo: saiba como escolher a gaxeta certa para seu negócio!

error: Conteúdo protegido!