Conheça as substituições para o amianto

O amianto (crisotila) é uma variedade fibrosa extraída de uma rocha conhecida como asbesto branco. Sua excelente resistência térmica, química e à corrosão, fizeram dele a fibra isolante mais manipulada no mundo durante décadas.

         Após a Segunda Guerra Mundial, onde era largamente utilizado, o amianto foi considerado vilão pela OMS (Organização Mundial da Saúde), sendo banido em mais de 60 países por supostamente causar câncer pulmonar e uma enfermidade fatal conhecida como asbestose, em funcionários das minas de amianto.

O problema com o asbesto surge quando as fibras se dispersam no ar e são inaladas frequentemente. Devido ao tamanho dessas fibras, os pulmões não conseguem expeli-las e isso acaba causando doenças pulmonares em pessoas que tenham contato constante com produtos de amianto e não façam uso correto dos EPI´s obrigatórios. Entretanto, a exposição esporádica com produtos compostos de amianto, tais como gaxetas, tecidos, juntas e chapas, não causam nenhuma enfermidade, desde que sejam tomadas as devidas medidas preventivas.

Como o amianto é um produto de baixo custo, acaba sendo o mais procurado por quem quer um material barato. Prova disso são as caixas d´agua em amianto. Por mais que a caixa d´agua em polietileno seja mais bonita e mais resistente, seu alto custo acaba empurrando o consumidor final para o modelo feito em amianto.

Seguindo a tendência mundial, em 2017, o Supremo Tribunal Federal decidiu banir a fabricação, comercialização e importação de produtos contendo amianto em todo Brasil. Porém, determinadas situações necessitam de peças, mantas, gaxetas e papelões em amianto para obterem um bom isolamento térmico. Aplicações como vedação de porta de caldeira, porta de fornos industriais, estufa, prensa, proteção contra respingo de solda, telhas, todas essas usavam amianto. 

Em razão disso, neste texto, vamos mostrar quais são as alternativas para fazer essa substituição. Aproveite a leitura!

Para que serve o amianto

O processamento do amianto é o grande responsável em originar produtos como:

Dessa forma, devido à sua satisfatória variedade de aplicação, ele consegue gerar artigos de construção civil de vários segmentos.

Características do amianto

Evidentemente, os artigos de construção oriundos do amianto apresentam boas características funcionais e benefícios econômicos. As principais são:

  • é um material leve, que não impacta de maneira considerável o peso da construção;
  • alta durabilidade e resistência mecânica;
  • fácil instalação e manuseio;
  • boa resistência a efeitos corrosivos;
  • bom desempenho acústico.

Por que substituir o amianto (asbesto)

A sua substituição se faz necessária, uma vez que o amianto oferece sérios riscos à saúde humana e ao meio ambiente (não é reciclável). Com o passar do tempo e desgaste natural de um artigo à base de amianto, é normal esse material liberar uma resina na forma de pó. O grande problema é que, ao ser inalado, o pó é capaz de gerar doenças respiratórias graves, bem como o desenvolvimento de câncer.

Pessoas expostas por longos períodos com o asbesto, de modo geral podem apresentar:

  • espessamento pleural difuso — doença assintomática que pode causar o comprometimento do sistema respiratório;
  • asbestose — progressivas lesões na mucosa pulmonar. Caso não tratadas, têm potencial de parar os pulmões;
  • câncer — de faringe, laringe, no pulmão, brônquios e em outro qualquer órgão do sistema respiratório.

Cabe ressaltar que as doenças causadas pelo amianto são em sua grande maioria assintomáticas, ou seja, demoram anos até o indivíduo apresentar algum tipo de sintoma, sendo que, nesse caso, a doença costuma já se encontrar em um estágio avançado.

Soluções alternativas

Com intuito de oferecer a mesma funcionalidade do amianto, porém, sem representar riscos à saúde, existem materiais considerados alternativos e que são capazes de sanar a falta do asbesto em diversas aplicações. São eles:

Fibra aramida

FIBRA ARAMIDA: material de resistência mecânica bem superior ao amianto. É utilizado na fabricação de papelão hidráulico para juntas. Além de papelão, a aramida é muito utilizada na confecção de tecidos para proteção de solda e em juntas de expansão não metálicas para cimenteiras e siderúrgicas. Apresenta excepcional resistência mecânica, tanto que é utilizada na fabricação de blindagens.

Além destas aplicações, a fibra aramida tem as seguintes características:

  • baixo peso específico;
  • boa resistência mecânica e à abrasão;
  • estabilidade química;
  • estabilidade dimensional;
  • mantém suas propriedades mecânicas a elevadas temperaturas.

Fibra de vidro

Também com boa resistência mecânica e química, esse material é um derivado da sílica. Entretanto, não é um material refratário, ou seja, perde consideravelmente as suas propriedades mecânicas e funcionalidade quando é exposto ao calor.

Vale ressaltar que produtos à base de fibra de vidro necessitam do uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) ao serem manuseados, pois provocam irritações na pele e nos olhos.

As principais características da fibra de vidro são:

Grafite

Oferecendo extrema resistência a temperaturas elevadas, o grafite rígido ou carbono carvão é muito utilizado como cadinho em empresas de alumínio e como eletrodo em siderúrgicas. Além disso, suas qualidades são ideais para a fabricação de palhetas para bombas, buchas e anéis para vedação.

É importante destacar que o grafite rígido substitui com vantagens outros materiais utilizados para vedação, inclusive, o amianto. Ele tem as seguintes características:

  • autolubrificante;
  • baixíssimo coeficiente de atrito;
  • boa resistência mecânica;
  • excelente resistência química (comparável ao PTFE);
  • não provoca irritações ou alergias;
  • suporta temperaturas de até 2.000 °C.

Micanite

É um filossilicato de origem nobre, ostenta altíssima rigidez dielétrica. Suporta temperatura bem superior ao amianto. É indicado para confecção de isolantes termo-elétricos de alta performance, tais como arruelas, buchas, placas e tubos para isolamento em fornos de siderúrgicas. É bastante utilizando para fabricação de isolantes termoelétricos de alta performance, como arruelas, buchas, placas e tubos para isolamento em alto forno.

Suas principais características são:

  • alta resistência ao calor (suporta temperatura superior a 800° C);
  • excelente rigidez dielétrica (o que o torna um ótimo isolante elétrico);
  • estabilidade química.

Fibra de cerâmica

Fabricada a partir da eletrofusão entre alumina, sílica e ligantes inorgânicos , os produtos dessa fibra suportam temperaturas superiores a 1.200°C. Ostenta alta resistência química. Em caso de contato com água, suas propriedades termo-químicas são restabelecidas após a secagem. Pode ser fornecido em forma de corda,fita, gaxeta, manta, placa ou tecido. Os produtos de cerâmica devem ser manipulados com EPI´s apropriados, afim de evitar possíveis irritações de pele ou oculares.

A fibra de cerâmica tem as seguintes características:

  • baixo peso específico;
  • boa resistência mecânica;
  • estabilidade química;
  • estabilidade térmica (suporta temperaturas superiores a 1.200° C).

Fibra de sílica

Obtida a partir de Dióxido de Silicio, trata-se de um material de origem vulcânica com excepcional resistência térmica. A sílica é muito utilizada para proteção contra fogo e respingos de solda. É encontrada no mercado em cortinas para solda, placas para prensa(silicato amorfo) e tecidos antichama. 

As suas principais características são:

  • alta resistência ao calor;
  • elevada resistência a respingos de solda;
  • boa resistência mecânica;
  • resistência à abrasão;
  • baixa densidade;
  • resistência estática e à fadiga.

Melhores substituições do amianto de acordo com o produto

É relevante observar que, ao substituir o amianto, há indicações apropriadas quanto ao melhor material de substituição de acordo com o tipo de produto em amianto, sendo elas:

  • fita de amianto — substituída por fibra aramida, fibra de vidro e cerâmica;
  • papelão isolante de amianto — substituído por placa de fibra cerâmica;
  • termolite de amianto — substituído por termolite de sílica;
  • manta de amianto — substituída por manta de fibra aramida, fibra de vidro e de sílica;
  • caixa d’água de amianto — substituída por polietileno;
  • telhas de amianto — substituídas por fibrocimento;
  • juntas de amianto — substituídas por fibra aramida, celulose e fibra inorgânica;
  • placa de amianto para prensa de borracha — substituída por silicato amorfo.

Portanto, como ressaltamos acima, procurar soluções alternativas ao uso do amianto é essencial para o bem-estar e saúde de todos que mantêm constante contato com esse produto. Vale ressaltar também que, no caso de dúvidas, seja referente ao manuseio adequado do amianto, seja na substituição indicada, a busca por uma equipe profissional para melhores orientações se faz necessária.

Gostou do conteúdo? Entre em contato conosco. A Asalit fornece os melhores insumos para metalurgia do mercado!

error: Conteúdo protegido!