Novidades

Blog

Trabalho em altura: conheça o que diz a NR 35

As normas regulamentadoras foram desenvolvidas para que procedimentos relacionados à saúde e à segurança do trabalho fossem obrigatórios em empresas públicas e privadas. Uma delas é a NR 35, relativa aos trabalhos em altura.

Sua adoção é exigida em todos os órgão e companhias que tenham empregados em contrato CLT. As determinações são válidas tanto para todos os empregados envolvidos, direta ou indiretamente, nas atividades em altura.

Continue acompanhando este artigo e confira quais são as obrigatoriedades do empregado, do funcionário e os equipamentos necessários para esse tipo de trabalho.

O que é um trabalho em altura?

De acordo com o MTE (Ministério do Trabalho e Emprego), trabalho em altura é toda atividade executada acima de 2 metros do chão e que tenha risco de queda. Então, envolvem os serviços em escadas, andaimes ou plataformas.

Sendo assim, somente podem ser exercidas por profissionais capacitados e preparados, mediante organização, planejamento e cuidados para que sejam evitados quaisquer tipos de acidentes. As modalidades do trabalho em altura são:

  • trabalhos em poços e escavações;
  • armazenamento de materiais;
  • manutenção de caldeiras e fornos;
  • trabalho em plataformas e andaimes;
  • montagem e desmontagem de estruturas;
  • transporte de cargas por veículos rodoviários, marítimos e ferroviários.

O que é a NR 35?

A NR 35 está prevista na Portaria 313. Como dissemos, ela estabelece alguns requisitos mínimos para a proteção dos trabalhos feitos em altura e, para isso, envolve o planejamento e a organização de toda a execução da atividade. Assim, é esperada a preservação da saúde e da segurança de todos os funcionários envolvidos.

Além disso, define os deveres do empregador e do empregado quanto à implementação e ao desenvolvimento da atividade. Os trabalhos acima de 2 metros somente podem ser realizados pelos funcionários que passaram por um treinamento oferecido pela empresa e que foram submetidos à avaliação do estado de saúde. Essa capacitação deve ter conteúdo teórico e prático, com carga horária de 8 horas, que deverá ser cumprida dentro do expediente.

Quais são as obrigações do empregado e do empregador?

Confira abaixo as obrigatoriedades em relação aos trabalhos em altura que estão previstas na NR 35.

Empregador

  • assegurar que as medidas da NR 35 sejam cumpridas;
  • permitir a realização da AR (Análise de Risco) e da PT (Permissão de Trabalho);
  • desenvolver procedimentos de rotina para as atividades em altura;
  • assegurar que as áreas de trabalho em altura sejam previamente avaliadas;
  • garantir que sejam tomadas providências para o cumprimento de todas as disposições da NR 35;
  • informar todos os trabalhadores quanto às medidas de controle e regras;
  • impedir e cancelar os trabalhos em altura que não estejam em conformidade com a NR 35;
  • submeter todos os empregados a um treinamento para esse tipo de atividade;
  • determinar um meio de autorização para os profissionais designados e aprovados para esse tipo de serviço;
  • certificar-se de que todos os documentos da NR 35 estejam arquivados e organizados;
  • disponibilizar equipamentos de segurança individuais e coletivos.

Empregado

  • cumprir todas as disposições legais;
  • auxiliar o empregador no cumprimento das normas de segurança;
  • cuidar para que a sua saúde e de seus colegas de trabalho seja preservada;
  •  pausar as atividades que tenham riscos de acidentes e que não estejam de acordo com a NR 35.

Quais são os equipamentos necessários para os trabalhos em altura?

Os EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) e EPCs (Equipamentos de Proteção Coletiva) devem ser considerados levando em consideração os riscos da atividade e os adicionais. Confira, segundo a NR 35, quais são os equipamentos necessários para os trabalhos em altura.

EPI

  • trava quedas;
  • cinto de segurança do tipo paraquedista;
  • talabartes ajustáveis, simples e em Y;
  • capacete com jugular;
  • botas de segurança;
  • óculos de segurança;
  • luvas de segurança.

EPC

  • andaime suspenso;
  • plataforma provisória;
  • grade metálica dobrável;
  • tela protetora ou bandeja de proteção;
  • corrimão;
  • elevadores;
  • pranchas antiderrapantes;
  • guarda-corpo;
  • rede de proteção.

A NR 35 busca garantir e preservar a saúde e a segurança dos seus funcionários durante a execução de trabalhos em altura. Então, fique atento quanto às suas obrigações e treinamentos que deve disponibilizar. Caso contrário, você poderá ter a sua indústria ou obra embargada, além de sofrer multas e aumento nos impostos.

Viu como é importante seguir as normas? Aproveite para conferir as 4 principais certificações em segurança do trabalho.

Compartilhe essa publicação!

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Talvez essas publicações também te interessem!

Como podemos ajudar?

Entre em contato conosco. Temos uma equipe de especialistas pronta para lhe atender.

Se preferir, preencha o formulário abaixo.
Nossa equipe entrará em contato o mais breve possível.